quinta-feira, 27 de março de 2014

    Como se fosse uma criança de cinco anos e com a ponta dos dedos luminosos, assim se apresentam as fadinhas conhecidas como "dedos de luz". Dizem que são muito travessas e brincalhonas e que roubam os objetos entre risos. ...As atrai tudo o que reflete muita luz, como o ouro e os brilhantes. São muito rápidas, não há quem as veja quando estão roubando. Elas se desculpam de sua má fama dizendo que só tomam "emprestado", entretanto é bem conhecida a pouca memória dessas fadas, pois quando deveriam devolver o que tomaram "emprestado" é pouco provável que se lembrem onde guardaram o objeto.

São muito caprichosas e fazem o que podem para alcançar seus propósitos. Quando não conseguem ficam muito nervosas e seus dedos desprendem muitíssima luminosidade. Os homens conseguem vê-las quando estão nesse estado, por causa da luz que emitem. Alguns foram até queimados e inclusive atiram longe o objeto que elas desejam.

Muito poucas pessoas tem conseguido ter afinidade com os seres feéricos do fogo, porém dizem que quem conseguiu contatá-las obteve um grande poder. Sua amizade é poderosa e sua fidelidade inquebrável. Sua magia é uma das mais elevadas da natureza. O contato com as fadas do fogo nos concede força, valentia, coragem e paixão pela vida. Os seres do fogo são vigorosos e entusiastas; representam o instinto e a aventura que em parte significa a vida.


ROSANE VOLPATTO
Read More....

Sobre o My Kitsune

Posted by : Daniele Claudino
0 comentários

  Seja bem vinda (o) ao My Kitsune!
Quem me conhece, sabe que eu amo elementais e que tenho blogs dedicados a eles, separados por elementos; o meu blog dedicado às fadas e aos elementais do ar, é http://adancadasfadas.blogspot.com.br,
o dedicado aos elfos, gnomos e duendes (elementais da Terra) é o http://gnomoslevadosduendestravessos.blogspot.com.br,
e o das ninfas e sereias (elementais da água) é o http://baledasninfas.blogspot.com.br.
       E o recém criado, My Kitsune, é dedicado aos elementais do fogo (kitsunes, salamandras, dragões, fadas do fogo, etc). Eu queria ter criado este blog há tempos, mas não o fiz por falta de conteúdo. De todos os elementais, os do Fogo são os menos populares. Ainda há muita pouca coisa publicada sobre eles. Mas, vou fazer até o impossível para trazer novos posts frequentemente. No momento, estou trazendo para cá, alguns posts que eu já tinha em outros blogs meus. Mas, pretendo trazer conteúdo novo logo logo. Para quem ainda não conhece meus outros blogs, tudo isso vai ser uma novidade. Mas, para quem já conhece, eu prometo que vou surpreendê-los, muito em breve. Aguardem!


   Eu espero contar com a ajuda de vocês para elaborar novos posts. Quem tiver sugestões sobre novos posts (feitiços, criaturas, etc.) pode me enviar uma mensagem. Qualquer informação que vocês tiverem sobre Elementais do Fogo pode ser útil. Eu entendo muito de fadas, ninfas e elfos. Mas não sei muito sobre elementais do fogo. Estou começando a trabalhar com eles, agora. Então, este não é um assunto o qual eu domine bem.

Read More....

Kitsune, a raposa de nove caudas

Posted by : Daniele Claudino
2 comentários

Kitsune é um elemental do Ar e do Fogo. Uma raposa de nove caudas que assume a forma humana. Seres inteligentes e com capacidades mágicas que aumentam com a sua idade e sabedoria. Entre estes poderes mágicos, tem a habilidade de assumir a forma humana — normalmente aparecem na forma de uma mulher bonita, uma jovem ou uma velha. Enquanto algumas histórias falam que as kitsunes usam essa habilidade apenas para enganar as pessoas — como muitas vezes fazem em folclores — outras histórias as retratam como guardiãs fiéis, amigas, amantes e esposas. Além da habilidade de assumir a forma humana, elas possuem os poderes de possessão, conseguem gerar fogo das suas caudas e da sua boca (e é agora que você diz "caraca véi"), o poder de aparecer nos sonhos e o de criar ilusões.
     Raposas e seres humanos tem vivido próximos desde o Japão antigo; esta convivência deu origem a lendas sobre essas criaturas. Kitsunes são associadas com a figura do Deus Xintoísta, Inari — Deus do arroz, da fertilidade, da agricultura, das raposas e da industria — , servindo como suas mensageiras. Esta função reforçou o significado sobrenatural da raposa. A qualidade física mais notável da Kitsune são suas caudas, podendo chegar em nove. Quanto mais caudas uma kitsune tiver mais velha, sábia e poderosa ela é. Histórias dizem que leva 100 anos para uma cauda aparecer. Devido a seu poder e influência, pessoas fazem oferendas para elas como se fossem divindades.

 Muito dos mitos de raposas do Japão podem ser vistos no folclore da China, Coréia ou Índia. Esses mitos populares contam histórias de raposas que podem ter até nove caudas. Várias dessas histórias foram gravadas no Konjaku Monogatari, uma coleção do século XI de narrativas Chinesas, Indianas e Japonesas.
      Há um debate sobre a origem dos mitos das Kitsunes, não sabem se foi inteiramente de fontes estrangeiras ou parte do folclore japonês, que datam a partir do quinto século d.C. O folclorista japonês Kiyoshi Nozaki argumenta que os japoneses vêem positivamente as kitsunes desde o quarto século d.C.; as únicas coisas importadas da China ou da Coréia eram os atributos negativos em relação a elas. Ele afirma que, de acordo com um livro de registros do século XVI, chamado Nihon Ryakki, as raposas e o ser humano viveram muito próximos no Japão antigo, e afirma que as lendas indígenas sobre as criaturas se formaram em conseqüência desse convívio. A erudita Karen Smyers aponta que a idéia da raposa como sedutora e a conexão dos mitos de raposas ao Budismo foram introduzidas no folclore japonês com as histórias chinesas similares, mas diz que algumas histórias de kitsunes contêm elementos únicos do Japão.
Acredita-se que as Kitsunes possuem uma inteligência superior, vida longa e poderes mágicos. Elas são um tipo de yōkai, ou de entidade espiritual, a palavra kitsune é muitas vezes traduzida como espírito da raposa. No entanto, isso não significa que elas são fantasmas, ou que sejam diferentes de raposas normais. Porque a palavra espírito é usada para refletir um estado de conhecimento ou Iluminismo.
     Existem duas classificações comuns de kitsune. A zenko, que são raposas benevolentes, celestiais associadas ao Deus Inari; elas são chamadas às vezes simplesmente de raposas de Inari. Por outro lado, as yako tendem a ser mais maliciosas. Tradições locais costumam adicionar mais tipos. Por exemplo, ninko é um espírito de raposa invisível que seres humanos só podem perceber-los quando são possuídos. Outra classificação tradicional é definir a kitsune em uma dos treze tipos existentes, pelas habilidades sobrenaturais que a kitsune possui. Fisicamente, kitsune são lembradas por ter nove caudas. Em geral, um maior número de caudas indica uma raposa mais velha e mais poderosa; nos folclores dizem que uma cauda crescerá após que a raposa viver 100 anos. Um, cinco, sete e nove caudas são os números mais comuns nas histórias. Quando uma kitsune recebe sua nona cauda, sua pele torna-se prateada ou dourada. Estas Kyūbi ou Kitsune (raposas de nove caudas) ganham a capacidade de ver e ouvir qualquer coisa em qualquer lugar no mundo também adquirem sabedoria infinita (Onisciência).
A kitsune é, sem duvida, um dos youkais mais poderosos da Mitologia Japonesa. Uma das suas habilidades mais comuns é a de mudar de forma. Geralmente a de uma jovem e bela mulher (independentemente do género a da idade atual da raposa), mas há histórias e relatos de kitsunes assumindo outras formas, como um velho, uma criança, ou formas ainda mais fantásticas, como uma árvore de altura incrível ou uma segunda lua no céu.
Outras habilidades sobrenaturais comumente atribuída ao kitsune incluem bocas ou caudas que gerem fogo ou relâmpago (conhecido como kitsune-bi, literalmente, a cauda da raposa), a manifestação voluntária nos sonhos dos outros, vôo, invisibilidade, e a criação de ilusões tão complicado que é quase indistinguível da realidade (ha, vocês já eram elfinhos biembers!). Alguns contos falam de kitsune com poderes ainda maiores, capazes de manipular o tempo e o espaço, e levar pessoas à loucura. Outras têm características que lembram vampiros ou súcubos e se alimentam da vida ou o espírito dos seres humanos, geralmente através do contato sexual (zoofilia? eu dispenso, valeu?) Pessoas que são filhos(as) de kitsunes (geralmente porque o pai delas acaba se casando com uma kitsune em forma humana sem querer) não vão ser necessariamente raposas, mas podem herdar os poderes sobrenaturais destas. Apesar destes poderes, kitsunes tem uma fraqueza em particular: assim como os gatos, as kitsunes tem um medo patológico de cães, e uma vez que eles aparecem, as kitsunes saem correndo. Por conta disso, eu vou ter de invocá-las através de hipnose (sonhos). Cães são mesmo um problema (e a deusa Hécate que me perdoe!).

Tipos de Kitsune:



Bakemono-Kitsune: É uma Kitsune má e espectral (como um fantasma), muito parecido com Reiko, Kiko e Koryo;
Genko: Kitsune preta, normalmente é visto como um bom presságio;
Kiko: Espírito de uma Kitsune;
Kitsune: Termo geral para a palavra "Raposa", Kitsunes podem ser retratadas tanto como Boas ou Más;
Kitsune-Bi: Kitsunes com o poder de invocar chamas com a boca e com sua cauda;
Koryo: Kitsune Amaldiçoada;
Kuko: Kitsune do elemento Ar. Kukos são Kitsunes muito más, consideradas do mesmo nível do Tengu (Goblin Japonês);
Kyuubi no Kitsune: São as Kitsunes que alcançaram os 900 anos e tem 9 Caudas, elas ganham a habilidade de poder ver e ouvir tudo em qualquer lugar no mundo, também adquirem sabedoria infinita (Onisciência);
Nogitsune: Kitsunes Selvagens, normalmente é usada para diferenciar entre as Boas e Más Kitsunes. Assim eles usam o termo "Kitsune", para as Boas Kitsunes, aquelas que seguem e     são mensageiras do Deus Inari e "Nogitsune" para todas aquelas que enganam pessoas e não seguem o Deus Inari, e são consideradas más. As Nogitsunes não são realmente más, apenas gostam de enganar as pessoas;
    Reiko: Fantasma de uma Kitsune. Não é uma Kitsune Má, mas definitivamente é perversa;
    Shakko: Kitsune vermelha, podem ser consideradas tanto como Boas ou Más (Igual as "Kitsunes")
    Shouzaa: Espírito Seiryu, supervisor das raposas;
    Tenko: Kitsune celestial elite das kitsunes, são aquelas que alcançaram os 1.000 anos de idade(normalmente nessa idade as Kitsunes já possuem 9 caudas e sua pelagem muda de cor para Prata ou Dourada), mas são consideradas tão más como a Tamamo-no-Mae ou benevolentes e sábias como as mensageiras do Deus Inari;
    Yako/Yakan: Termo geral para a palavra "Raposa" (Igual a "Kitsune").



Me lembrei de uma história sobre uma kitsune que ouvi de uma professora quando eu estava na sexta série.
   Um homem, viúvo que morava sozinho com seu bebê, conheceu uma kitsune e tornou-se muito amigo dela. Embora todos do vilarejo condenassem essa amizade, dizendo que as raposas (kitsunes) eram traiçoeiras. Um dia, esse homem precisou sair de casa para resolver um problema e não encontrou ninguém que pudesse cuidar de seu filhinho enquanto estivesse fora. Não lhe restou outra alternativa, senão deixar o seu filho sobre os cuidados da kitsune.
    A kitsune descansava tranquilamente na sala quando ouviu o bebê chorar e foi depressa ao quarto do bebê, ver o que estava acontecendo. Chegando lá, ela viu uma cobra próxima ao berço do bebê e sem pensar duas vezes, matou a cobra.
    Quando o homem voltou para casa, encontrou a raposa com a boca toda suja de sangue. Pensando o pior dela, ele a matou.  Então ouviu o seu filho chorando e foi correndo até o quarto. Chegando lá, ele encontrou seu filho no berço e a cobra que a raposa tinham matado para proteger a criança. Cheio de remorso, o homem percebeu o erro que tinha cometido.
   Eu sempre choro quando me lembro dessa história. Coitada da raposa! O homem não confiou nela. O idiota deveria entrado dentro de casa para ver se ela tinha ou não devorado o seu filho. Eu sei que deve ter sido assustador chegar em casa e ver a raposa com a boca cheia de sangue. Mas ele deveria ter confirmado sua suspeita antes de qualquer coisa.

     
   Se você gostou delas e não tem nenhum cachorro na sua casa (que inveja!) não tenha medo de invocá-las (as do bem, claro!). Já imaginou ter uma kitsune como guardiã? Seria d-e-m-a-i-s!!!
   
Read More....

Bakeneko

Posted by : Daniele Claudino
0 comentários
quarta-feira, 26 de março de 2014


Um Bakeneko  é,no folclore japonês,um gato com habilidades sobrenaturais,semelhante á um kitsune ou um tanuki.
Há várias formas de um gato doméstico se tornar um Bakeneko:

    Atingindo uma certa idade;
    Sendo mantindo preso por um certo número de anos;
    Crescendo até um certo tamanho;
    Tendo uma cauda muito grande.


No último caso, a cauda se divide em duas e o Bakeneko é então chamado de nekomata ("Gato dividido") e tendo os seus poderes incrivelmente ampliados. Essa superstição pode ter algum relacionamento com o cruzamento de Bobtail Japonês, pois se diz que a maneira mais fácil de evitar que um gato se transforme em um nekomata é cortando o seu rabo antes que seja tarde demais.

     Um Bakeneko vai assombrar qualquer casa na qual ele for mantido, e sendo um Youkai, ele demonstra varios poderes mágicos criando bolas de fogo fantasmagóricas, causando pesadelos, andando sobre duas pernas, e mudando sua forma na de um humano, e até devorando seu próprio dono para tomar seu lugar, embora eles tambem sejam capazes de assumir outras formas como uma segunda lua no céu. Ele também representa um perigo se entrar em uma sala onde haja um cadáver, pois acredita-se que ele reanimar o corpo se pular sobre este, e há mitos que fale de bakenekos capazes de conjurar tempestades. Quando finalmente morto, seu corpo pode ter até 1,50 metros de comprimento.

   Apesar dessa conotação negativa, nem todos os mitos sobre bakenekos os retratam como maus. De fato, existem historias de Bakenekos fiéis aos seus donos, como o gato de um sacerdote budista que o ajudou a salvar seu templo da falência, ou o gato de uma geisha que a salvou de uma cobra venenosa. No entanto, apesar dessas qualidades positivas, a natureza animal e sobrenatural fazem do bakeneko um ser perigoso e vingativo mesmo em suas versões mais benevolentes. Um exemplo disso é o mito de um velho casal sem filhos que trataram seu gato com tanto carinho e respeito que este se transformou em uma jovem mulher que trouxe muitas riquezas com ela e viveu com eles como uma filha adotiva. Porém, um dos seus namorados descobre a verdadeira natureza da bakeneko e, apesar dela implorar para ele guardar o segredo, ele não conseque se segurar e fala a verdade para um pescador em um pier. Sabendo de sua traição, ela apareceu junto com um trovoada e, na forma de um gato gigante, rasgou seu namorado em tiras.

    Um Bakeneko é semelhante a um gato comum, no entanto,ele tem alguns poderes, como conseguir andar normalmente sobre duas patas,falar a língua humana,se transformar em um ser humano,além de criar bolas de fogo.
Alguns Bakenekos também podem ter três ou sete caudas.Quando um bakeneko tem duas caudas,ele é chamado de nekomata .Um bakeneko pode ser tão bom quanto mal. Se ele for mal,ele pode até devorar seu dono. Mas geralmente,os bakenekos são bons,e protegem a casa onde vivem. Alguns dizem que bakenekos se transformam em homens e mulheres para se tornarem esposas/maridos de pessoas solitárias,ou crianças, para casais que não podem ter filhos.



Read More....

Copyright © 2012 My Kitsune | Another Theme | Designed by Johanes DJ