Você está sendo vigiado?

Posted by : Daniele Claudino
segunda-feira, 10 de agosto de 2015


    Não vou cumprimentar vocês porque estou de TPM e para piorar, invoquei Badb. Brincadeirinha.... Quer dizer, eu tô estressada porque tô entre a diversão e a obrigação, mas sim. Vou cumprimentá-los. Imagina se eu ia ser grossa com vocês, seus lindos. hihi.
        Oi? Como vão? Sentiram saudade, eu aposto. Pelo menos, eu sei de alguém que sentiu... Você mesma, criança do senhor! Tá, brincadeiras a parte, hoje, eu vim falar de um tema mais constrangedor que polêmico. Muitos bruxos (sem distinção de sexo) já devem ter passado por isso, enquanto outros ainda passam, mas ninguém tem muita coragem de falar abertamente sobre o assunto, com medo de ser zoado até os fins dos tempos.
         
          Imagine o seguinte: Você está de boa aí, lendo esse post quando de repente, do nada, aparece na sua frente o Slender Man. O que você faz? Não ria! O assunto aqui é serio! Eu sei quem é Slender e que ele não é real e que foi a invenção de uma mente criativa que só queria impressionar a todos e etc. Mas se Slender não é real, por que tem pessoas que juram que o viram? Seria imaginação? Loucura? Brincadeira? Calma. Eu explico!
          Antes de mais nada, o tal Slender chama a atenção pela sua forma (um homem de mais ou menos 2m, trajando um terno negro e sem face, nem um pouco discreto, né?) e isso nos impressiona e fica armazenado em algum canto em nossa memória. Dependendo da "fé" devotada na criatura (aqui, estamos usando o Slender como exemplo, mas outras criaturas também se encaixam aqui), isso vai gerar uma energia, que se "alimentada" ou "nutrida" com frequência vai originar uma Tulpa. Uma Tulpa não é apenas uma coisa que sua mente cria. É mais que isso!  É um pouco difícil de entender, mas vou tentar explicar. Espero que eu não os confunda.
        Há um pouco de magia em todos nós e, assim como os deuses, nós somos capazes de criar outros seres e até universos inteiros. Parece loucura, mas não é! Pessoas com habilidade de Viajar Astralmente são as mais propícias a realizarem tal façanha porque passam muito tempo treinando a Visualização e a Projeção, por exemplo. 
       Tudo começa com a Visualização. Depois com o Transe e em seguida com a Viagem Astral. Você deve ir devagar. Comece com um cenário simples e fácil de visualizar, como uma floresta, um bosque ou mesmo uma casinha. Dedique algum tempo (nem que seja uns poucos minutos) para visualizar o cenário escolhido. Sinta-o. Acredite que ele é real. O mundo mágico é muito vasto e há ainda há partes inexploradas. Se você assistiu aquele filme Assombração, onde uma escritora viaja em seu próprio mundo interno, lembrando as coisas e seres que criou e depois abandonou, e também enfrentando sua própria dor e remorso, vai entender do que estou falando. Se nunca viu esse filme, deveria ver. É bem interessante!

         Mas tudo o que vemos é fruto de nossa imaginação?


       Não. Nem sempre. 
Elementais podem escolher se mostrar a nós, assumindo qualquer forma que nos impressione. Por exemplo, se você for louco pelo Slender Man, um elemental pode sim, assumir a forma dele. Claro que ele não vai te raptar nem te machucar - dependendo da índole dele, claro -. Para ele é divertido se fantasiar. É como um cosplay para eles. Não deveria impressionar tanto já que todos os Elementais (sem exceções) tem o poder de alterar a sua forma física, indo de Slender a Katy Perry. É mais ou menos como aquela mutante do X - Men, a Mística. Lembram dela? Então, se você tivesse um poder desse não ia usar vez ou outra? Imagina só, poder se transformar na sua mãe para amedrontar seus irmãozinhos ou naquela mina chata e fazer "ela" pagar o mico do ano? kkkk. Estou tentando ensiná-los de um jeito mais descontraído e também direto. Não vou usar palavras complexas e exemplos certinhos porque isso só dificulta o aprendizado. Às vezes, é melhor não bancar a nerd porque pouca gente entende e eu não quero falar para os nerds. Quero falar para as pessoas comuns mesmo, como você. Tenho certeza de que minhas comparações, apesar de fantasiosas e engraçadas foram bem claras. Só não entendeu quem não prestou a atenção.
      Recebi vários (vários mesmo) emails de pessoas me relatando que viram criaturas que lembravam figuras folclóricas e mitológicas. Para poupar tempo, eu decidi criar esse post para responder a todos de uma só vez. O que vocês viram, provavelmente foram elementais vestindo formas que impressionaram vocês. 
       Certas formas, com o tempo, por mais marcantes que sejam podem ser distorcidas. É mais ou menos como uma massinha de modelar... Mexe aqui e mexe ali, e no fim, surge uma forma diferente da primeira. 
     Os Elementais não estão por dentro de tudo o que rola nessa dimensão. Por isso, se você imaginar, por exemplo, um saci com duas pernas, eles podem assumir isso sem problemas. É o jeito de você pegá-los em seu próprio jogo. Algo semelhante ocorre com a tulpa; por mais poderosa que seja, ela está sujeita à sua vontade, ou seja, se você imaginar ou o melhor ACREDITAR que ela tem medo de algo, ela obedecerá. No entanto, um elemental não pode realizar certas coisas (como tocar o ferro), ao passo que a tulpa, não tem pontos fracos - a não ser que você QUEIRA que ela tenha - . Entendeu? Um elemental só pode ser manipulado até certo ponto, e ele sempre pode te desafiar ou te contrariar. Não que uma tulpa obedeça sem questionar...
          A nossa imaginação pode sim ser perigosa e, por isso, temos de tomar cuidado com o que imaginamos, tememos ou desejamos. Sentimentos fortes como raiva, medo, desejo ou dor sempre atraem energias e/ou seres que vibram na mesma vibe. É a lei natural das coisas. 
         Sabe aquela coisa te observando no escuro, todas as noites? Tente vê-la de forma menos ameaçadora. Por exemplo, se você vê uma silhueta feminina, imagine que é uma fada ou uma ninfa ou uma "visitante" (Visitante seria um espírito que está só de passagem, tipo, ele passou por ali mas não quer nada contigo). Quase sempre, aquela forma que nunca se aproxima ou raramente se aproxima, não é algo maligno. Pode ser um espírito guardião que só quer dizer um "oi" ou te abraçar, mas o seu medo o repele. Isso o enfraquece. Não dizem sempre para ignorarmos algo que não compreendemos ou repetir o mantra: "Isso não é real"? Porque, inconscientemente, todos nós sabemos que a nossa crença em algo que fortalece aquilo. Claro que tem entidades que não aceitam ser ignoradas e respondem com violência. Mas, nesse caso, você tem de tentar identificar o que é ou Quem é aquele ser. Pode ser uma alma infeliz que você conheceu no passado ou um elemental que você ofendeu ou em último caso, algo potencialmente maligno. 
          Ok. Não vamos nos descabelar aqui. Nem sempre as coisas são como num filme de terror. Demônios não perdem tempo com qualquer um (sem ofensas). Você teria de ter se envolvido com algo realmente pesado, um desses pactos idiotas de internet, uma seita satânica ou algo do tipo. De demônios eu entendo um pouco por causa da minha avó, quem me ensinou. Demônios não atormentam assim qualquer um. Teria de ter um motivo MUITO forte mesmo. Também não é fácil conjurá-los através da magia. Não basta traçar um pentagrama e jogar sangue de virgem enquanto diz um monte de bobeiras. É tudo mais sério e cerimonial do que parece. Inclusive há selos específicos para se invocar determinados demônios. Mas só para esclarecer, nós, Wiccanos, não trabalhamos com forças as quais não podemos controlar. E demônios são indomáveis e maus por natureza.
         Há muitos espíritos de almas reencarnadas que atormentam os vivos por vários motivos, dentre eles:
*Vingança; se você fez mau a alguém em outra vida, essa pessoa pode não ter te perdoado e decidiu te atormentar nessa vida, o fazendo pagar pela dor que você infligiu a ela.
*Medo de partir; nem todo mundo que morre, cruza a fronteira. Alguns ficam presos a esse mundo, como sombras presas a lugares. Imagine o quanto deve ser triste, ficar esquecido num canto, vendo as pessoas indo e vindo e você nunca poder interagir com elas. Isso pode enfurecer alguns espíritos que através do medo que provocam com suas manifestações paranormais conseguem se fazer serem notados. Pense... Para quem ficou mofando num canto escuro e empoeirado, isso é muito.
          A esses espíritos devemos ter pena e compaixão. Devemos falar com eles e mostrar a eles que não há mais nada para eles nesse plano e que "ir para a luz" não é algo tão ruim. E ele deve se perdoar, em primeiro lugar. O ódio e a dor cegam os espíritos.  

* Dependência; eu poderia encaixar estes na categoria acima, mas é melhor separá-los para não confundir vocês.
       Há espíritos conhecidos como Vampiros Astrais. Eles se alimentam de nossa energia para se manterem nesse plano. São muito perigosos e difíceis de se vencer. Podem ser sedutores, provocando sonhos eróticos (aqui, também pode se encaixar os demônios vampiros Súcubos e Íncubos) ou mesmo nos beijando ou nos acariciando de forma erótica. Também, podem ser agressivos e nos machucar ou imobilizar durante o ataque. Costumam assumir formas horrendas, já para impressionar a vítima.


    Então, nem tudo é o que parece, e em se tratando de sonhos, eles devem ser interpretados de forma puramente simbólica. Você não é doido por ver a Katy Perry no seu sofá, é doido se acreditar que aquela é a Katy Perry. Sacou? haha.

Até a próxima.

0 comentários:

Copyright © 2012 My Kitsune | Another Theme | Designed by Johanes DJ