Altar para os Bakenekos

Posted by : Daniele Claudino
2 comentários
segunda-feira, 23 de novembro de 2015


  
          Quer construir um altar também para esses seres adoráveis? Ok. Vou te dar algumas dicas. Lembrando que, é o SEU altar e você pode decorá-lo como quiser, claro, sem exagerar e se baseando no que você acha que agradaria o bakeneko ou o gato (nunca ignore o lado animal dele, nem o lado “humano”, pense sempre nele como um ser que, ao mesmo tempo é um gato e um elemental, ok? É difícil, mas você se acostuma).

        A superfície:



   Seria legal que você escolhesse um pedestal, mas se não for possível, serve uma mesinha ou mesmo um cantinho na sua estante (cada um se vira como pode) ou etc. Forre a superfície com uma toalha simples, ausente de detalhes ou estampas, na cor branco, amarelo, laranja ou vermelho. Pode fazer o altar voltado para o Sul ou para o Oeste (como estes são elementais tanto da Água quanto do Fogo, você decide).


O que colocar no altar:


Imagens de gatos comuns ou os populares Maneki-Nekos (aqueles gatos japoneses que trazem sorte e amor) são bem vindos. Pode colocar um incensário e um castiçal (para não fazer muita bagunça quando acender incensos e velas) e uma tigela pequena (daquelas usadas por filhotes) ou um copo ou taça de vidro para depositar leite ou água (melhor uma tigela, pois, nem de longe, eu imagino um gato tomando leite num copo rsrsr).


Oferendas:



 Um pouquinho complicada essa parte. Eu sempre sofro quando penso no que dar um bakeneko. Elementais amam doces, mas gatos não, então... Difícil. Prefiro dar leite, água, mel, balas (duras) de mel, rosquinhas (sabe aquelas mini rosquinhas que vendem como bolachas? Essa mesma.). Em último caso, tem biscoito de gato e sardinha (bakenekos amam sardinhas, no Japão, sempre que uma lamparina apagava, suspeitavam que fora obra de um bakeneko guloso porque usavam óleo de peixe na lamparina), mas fica um pouco estranho colocar sardinha em seu altar, até, por causa do forte cheiro. Melhor só o leite e as rosquinhas mesmo. :p

Bem, existem outras opções para você montar o seu altar. Isso é só uma base para você se inspirar e criar algo por si mesmo. É que eu tenho seis gatos e sou fanática por esses bichanos, daí eu me empolgar bastante quando o assunto é bakanekos.©


*Texto escrito por Lilith Melville.
Read More....


         Recomende que acenda uma vela branca ou amarela e um incenso do Sol ou da Lua (o nome do incenso é esse mesmo, pode procurar, que encontrará) ou qualquer outro de sua preferência, mas não é obrigatório. No entanto, visto que a fumaça do incenso libera energias e a vela ajuda a “puxar” o elemental para essa dimensão.
     Sente-se confortavelmente, preferencialmente, na posição de lótus. Inspire e respire até relaxar todo o seu corpo. Feche os olhos e visualize um gato. Pode ser um adorável filhote ou um elegante gato adulto. Você escolhe. Pode pesquisar imagens na internet, imprimir uma e observá-la até conseguir reproduzi-la em seu pensamento.
        Encare o gato diretamente em seus olhos profundos. Demore-se nisso e não tenha medo. Saiba que este não é um gato comum, mas sim um gato mágico, um bakeneko. Aproveite este momento para abrir seu coração e dizer o motivo o qual o levou a fazer este ritual. Ofereça sua sincera amizade. Apresente-se. Diga seu nome. Fale um pouco de você. Descontraia-se um pouco. Bakenekos são ótimos ouvintes. Se de repente, ele fizer cara de entediado ou fingir que está dormindo, não se ofenda. Ele só está brincando. Faça cócegas nele e continue. Pode ser que ele faça alguma outra gracinha como rolar ou dar a patinha. Se ele der a patinha ou vir em sua direção, significa que ele gostou de você e vai te ajudar a sair dos problemas em que se encontra e/ou será seu guardião. Abrace-o e agradeça. Pode ser que nesse momento, você ouça ele lhe dizendo seu nome ou lhe dando algum conselho. Preste atenção e novamente, não se assuste. Apesar de fofos, alguns bakenekos têm a voz um pouco grossa e, isso pode surpreender, às vezes.
             Se o Bakeneko recuar ou se mostrar um tanto arisco, é um sinal de que ou você o ofendeu ou não merece a sua ajuda. Nesse caso, agradeça a presença dele e abra os olhos imediatamente. Reveja o seu comportamento em relação aos felinos. Pode ser que você não tenha agido muito bem com eles. Faça algo por eles e só depois tente contatá-los novamente. Mas não esquente. Isso é raro. Geralmente, eles só recuam, de forma inofensiva, o que significa que eles não podem ajudar ou não querem. Se perguntar porque, talvez respondam.
          Também, pode acontecer de subitamente, ele se converter num objeto inanimado. Nesse caso, preste bem a atenção no objeto. Todo objeto tem um significado simbólico, descubra o significado do objeto para desvendar a mensagem que o bakeneko está te passando. Geralmente, eles fazem isso quando desejam apresentar a solução de algum problema ou pergunta que lhe foi dirigido.
           Pode ser que o bakeneko tome a forma humana, de repente, e se isso acontecer, esteja preparado. Não se espante. É até melhor para conversarem.
         Se o bakeneko reagiu positivamente a você, prossiga, dizendo:
   Querido (a) irmão (irmã), agradeço de coração por ter respondido ao meu chamado e do meu lado, ficado.
Faça-se sempre presente em minha vida e em minha mente.
Que eu seja capaz de enxergar a saída, mesmo na mais densa escuridão.
Que eu não sinta mais medo e persiga meus objetivos como o gato persegue o rato.

Abra os olhos, devagar.
Deixe a vela e o incenso queimarem até o fim. Jamais apague-os, pois os espíritos não gostam muito de quem lhes dá algo e de repente toma de volta.
         Se não obtiver êxito em sua primeira tentativa, tente outra vez, noutro dia. Observe a Lua e o dia da semana. Cada dia da semana e cada fase lunar possui uma energia diferente. Recomendo que faça essa visualização numa segunda-feira, numa Lua Cheia ou Nova.
        Ah, já ia esquecendo, se os gatos (mesmo os de rua) começarem a se sentirem atraídos por você, é mais um sinal de que conquistou a confiança dos Bakenekos. Portanto, não maltrate estes bichanos, pois, os bakenekos podem se zangar, e aí já viu, né? Não vai querer um deles te assombrando, eu imagino.


*Texto escrito por Lilith Melville.
Read More....

Como contatar os Bakenekos

Posted by : Daniele Claudino
0 comentários

  Boa-tarde, meus queridos! Olhe só quem está aqui... Sim, eu mesma, a maluca que escreve sobre gatos enquanto assiste vídeos de sereias. :p kkkk Só aqui pensando que o gatinho ia amar com todas as suas forças uma sereia por ela ser metade peixe. kkkk.
      Tá. Já fiz gracinha. Agora é hora de falar sério... Ou quase. Enfim, a pedido da Kenna (escrevi certo?), uma leitora muito legal que acabei de conhecer, eu trago este post a todos vocês, hoje.
        Gostaria de lembrá-los mais uma vez que não sou nenhuma expert em magia e que não sei tudo, portanto, estou sempre tratando de forma breve ou resumida certos assuntos. Quando criei esse blog, eu sabia que seria difícil trazer conteúdo novo com frequência, mesmo assim, eu não desisti, e, um dia, ainda verei esse blog tão grande quanto a Dança Das Fadas. Inicialmente, era para ele ser voltado apenas a Magia Draconiana, mas como pouco se sabe a respeito de Dragões, pensei que seria melhor escrever sobre todas as criaturas do Elemento regente Fogo, dragões, bakenekos, deuses, etc, o que quer que tivesse a ver com o Fogo - apesar de não estar 100% certa de que bakenekos são elementais do fogo, eu suponho que seja, por causa do poder de lançar bolas de fogo que eles tem, bem, só quem poderia dizer com toda certeza e, sem sombra de dúvida é alguém que sacasse de Yokais -. De qualquer forma, o bakeneko é um ser difícil de desvendar por causa não apenas de seus poderes, mas de sua natureza misteriosa. O gato foi visto de diferentes formas pelo mundo, no Egito, eles eram idolatrados e representavam o Sol, a Rainha e também a Lua. No Japão, temidos. O fogo estava associado a Bast e Sekmet. Enquanto Sekhmet representava o aspecto negativo-devorador do fogo do deserto (o Sol), como o olho de Rá que queima e executa, Bast representava os aspectos regeneradores do Sol, como o olho de Rá que aquece e traz fertilidade. Bast não era apenas uma divindade associada ao Sol, mas também à Lua, isso porque ela é uma Deusa egípcia vinda do Oriente (leste) e tanto o Sol quanto a Lua nascem no leste e morrem no oeste. A Deusa Bast, por seu parentesco com a Lua, insere-se no mundo unitário do Grande feminino. O gato com olhos brilhantes é um animal lunar, daí a relação de Bast com a cor verde e as mulheres grávidas. Além de estar ligada ao fogo, ela também estava ligada aos grandes volumes de água. Era tida como o céu noturno e aquela que abre os caminhos, levando consigo a chave dos Deuses da fertilidade, a chave dos porões do útero, do mundo interior, da morte e do renascimento.
        Admito que o Fogo nunca foi um dos meus elementos preferidos, mas como praticante de magia, estou ciente de que tenho de trabalhar com os quatro elementos e não apenas um ou dois, para não entrar em desequilíbrio. Já contatei Kitsunes e Bakenekos, mas não graças a algum ritual que eu tenha encontrado por aí, porque tem pouca gente que dá importância a Yokais (perdão se escrevi errado, ainda não estou familiarizada com certas palavras), para muitos, esses seres não passam de personagens de Animes ou Mangás. Aconteceu com eles, o mesmo que aconteceu com as fadas, se tornaram tão populares que sua essência mística foi esquecida.  Houve uma época em que as pessoas eram menos materialistas e olhavam as árvores e os gatos com mais respeito. Hoje, homens urinam nas árvores e as cortam sem a menor piedade, e atiram filhotes fofos de gatos em córregos e rios, quando não fazem coisa pior. Isso é revoltante e dou razão para certos elementais se zangarem com humanos. Estamos indo longe demais com esse comportamento primitivo. E acho que nem o homem das cavernas era assim tão rude.
           Como eu disse, num post em A Era Das Bruxas, tudo o que fazemos de bom ou mau deixa uma "mancha" em nossa aura e os elementais identificam isso no momento em que dão de cara conosco. Por isso, não adianta nada destruir árvores e plantas e depois tentar atrair uma ninfa como se nada tivesse acontecido. Os elementais sabem tudo, sempre. Se já fez o estrago, mas está arrependido, beleza. Tudo tem remédio. Tente compensar seu erro de alguma forma, através de uma boa ação em prol da natureza e/ou dos animais. Os elementais se sentirão recompensados de alguma forma. Mas faça de coração e não esperando algo em troca, porque isso pode ofendê-los e passar uma imagem errada a eles de como você verdadeiramente é.
        Os elementais estão sempre abertos a contato, contanto que a intenção seja pura e sincera. De todos os elementais, só tive dificuldades em atrair as fadas, por causa dos elfos mesmo. Precisei da intervenção dos deuses. Mas com os outros elementais foi mais fácil. No caso dos bakenekos, acho que, porque eu já havia entrado em contato com a deusa egípcia Bastet. Então, recomendo que entrem em contato com a deusa também, se quiserem resultados mais imediatos. A seguir deixo rituais bem simples para contatar os Bakenekos. Como o Bruno disse em um post em O Castelo Da Bruxa, "cada um tem a sua magia", e a minha é simples e direta.


O Culto a Deusa Bastet

 

*Texto de Aline Santos

      Bastet, a deusa gata da mitologia egípcia. Protetora dos gatos, das mulheres, da maternidade, da cura. Era guardiã das casas e feroz defensora dos seus filhos, representando o amor maternal. Tem também grande ligação com a Lua, porque a luz e a magia da Lua influência a todos os felinos. Bastet é uma das esposas de Rá (deus Sol), com quem foi mãe de Nefertum e Mihos. É representada como uma Gata Preta, com um brinco e um colar ou uma mulher com cabeça de gato segurando um sistro, instrumento musical sagrado.

        Os antigos egípcios representavam os seus deuses com aspecto humanos e cabeça de animal. Cada deus tem seu animal sagrado associado e digno de adoração, como se fosse a própria divindade. E tal como os humanos os animais eram também mumificados para assim poderem ser preservados no além. Os gatos eram tão sagrados no antigo Egito, que quem matasse um gato era condenado à pena de morte. Considerado um ser divino, ao ponto que quando um deles morria de morte natural, as pessoas da casa raspavam as sobrancelhas em sinal de luto.
       O Templo de Bastet era em Bubastis (cidade do Delta do Nilo), cujo nome em egípcio "Per-Bast" (significa: "a casa de Bastet"), mantinha gatos sagrados que eram embalsamados em grandes cerimônias quando morriam, porque eram considerados como encarnação da deusa.
Bastet foi uma das divindades mais veneradas no Antigo Egito. Nas festas dedicadas a Bastet, as ruas enchiam-se de música, de dança, brincadeiras, com muita comida, muitos doces, mel e vinho. As sacerdotisas de Bastet desciam o rio Nilo, anunciando as festividades em homenagem à deusa usando uma espécie de sino de metal, os snujs. A bailarina purificava o ambiente ao dançar com os snujs espantando os maus espíritos.
      O símbolo do gato preto era utilizado pelos médicos egípcios para anunciar a sua capacidade de cura.
    

Correspondências:

Invoque Bast para: alegria, fertilidade, proteção, expansividade, força, saúde, prazer, sexualidade, amor, proteção contra maus espíritos, proteção de animais.
Símbolos: sistro, Lua, Sol, Ankh, Olho de Hórus
Dia: domingo
Cores: verde, laranja, dourado, amarelo
Aroma: açafrão

Altar para deusa Bastet



Faça um altar dentro de casa e coloque uma imagem da deusa Bastet e em volta coloque fotos de seus gatos e de sua família (também de seus outros animais de estimação). Sempre que quiser, pode acender uma vela de cor verde ou branca. Peça sempre a proteção e o amor maternal de Bastet, porque ela tem o poder de se transformar em ferocidade quando algum de seus filhos é atacado.

Fonte:



Ganhar favores de um Bakeneko




        Para conseguir os favores de um bakeneko, você pode contatá-los numa lua-cheia ou Nova. Acenda uma vela branca, laranja ou vermelha - eu prefiro a laranja -. Ofereça a eles, junto com três moedas douradas (de qualquer valor) e uma tigela com um pouco de leite. Faça seu pedido. Depois que a vela queimar toda, jogue o leite em água corrente e enterre as moedas. Quanto a tigela pode usá-la normalmente, ou pode guardá-la, exclusivamente para dar leite ou água fresca aos bakenekos.
      Eu sempre faço esse ritual e tenho um altar só para eles. Tenho até um cofre em formato de maneki neko, no qual eu sempre deposito moedas douradas a eles, em agradecimento pelos favores que eles me prestam.



Visualização para atrair os bakenekos






*Por Lilith Melville




        Recomende que acenda uma vela branca ou amarela e um incenso do Sol ou da Lua (o nome do incenso é esse mesmo, pode procurar, que encontrará) ou qualquer outro de sua preferência, mas não é obrigatório. No entanto, visto que a fumaça do incenso libera energias e a vela ajuda a “puxar” o elemental para essa dimensão.


        Sente-se confortavelmente, preferencialmente, na posição de lótus. Inspire e respire até relaxar todo o seu corpo. Feche os olhos e visualize um gato. Pode ser um adorável filhote ou um elegante gato adulto. Você escolhe. Pode pesquisar imagens na internet, imprimir uma e observá-la até conseguir reproduzi-la em seu pensamento.

       Encare o gato diretamente em seus olhos profundos. Demore-se nisso e não tenha medo. Saiba que este não é um gato comum, mas sim um gato mágico, um bakeneko. Aproveite este momento para abrir seu coração e dizer o motivo o qual o levou a fazer este ritual. Ofereça sua sincera amizade. Apresente-se. Diga seu nome. Fale um pouco de você. Descontraia-se um pouco. Bakenekos são ótimos ouvintes. Se de repente, ele fizer cara de entediado ou fingir que está dormindo, não se ofenda. Ele só está brincando. Faça cócegas nele e continue. Pode ser que ele faça alguma outra gracinha como rolar ou dar a patinha. Se ele der a patinha ou vir em sua direção, significa que ele gostou de você e vai te ajudar a sair dos problemas em que se encontra e/ou será seu guardião. Abrace-o e agradeça. Pode ser que nesse momento, você ouça ele lhe dizendo seu nome ou lhe dando algum conselho. Preste atenção e novamente, não se assuste. Apesar de fofos, alguns bakenekos têm a voz um pouco grossa e, isso pode surpreender, às vezes.

      Se o Bakeneko recuar ou se mostrar um tanto arisco, é um sinal de que ou você o ofendeu ou não merece a sua ajuda. Nesse caso, agradeça a presença dele e abra os olhos imediatamente. Reveja o seu comportamento em relação aos felinos. Pode ser que você não tenha agido muito bem com eles. Faça algo por eles e só depois tente contatá-los novamente. Mas não esquente. Isso é raro. Geralmente, eles só recuam, de forma inofensiva, o que significa que eles não podem ajudar ou não querem. Se perguntar porque, talvez respondam.

        Também, pode acontecer de subitamente, ele se converter num objeto inanimado. Nesse caso, preste bem a atenção no objeto. Todo objeto tem um significado simbólico, descubra o significado do objeto para desvendar a mensagem que o bakeneko está te passando. Geralmente, eles fazem isso quando desejam apresentar a solução de algum problema ou pergunta que lhe foi dirigido.

Pode ser que o bakeneko tome a forma humana, de repente, e se isso acontecer, esteja preparado. Não se espante. É até melhor para conversarem.

Se o bakeneko reagiu positivamente a você, prossiga, dizendo:



Querido (a) irmão (irmã), agradeço de coração por ter respondido ao meu chamado e do meu lado, ficado.

Faça-se sempre presente em minha vida e em minha mente.

Que eu seja capaz de enxergar a saída, mesmo na mais densa escuridão.

Que eu não sinta mais medo e persiga meus objetivos como o gato persegue o rato.





Abra os olhos, devagar.

Deixe a vela e o incenso queimarem até o fim. Jamais apague-os, pois os espíritos não gostam muito de quem lhes dá algo e de repente toma de volta.

Se não obtiver êxito em sua primeira tentativa, tente outra vez, noutro dia. Observe a Lua e o dia da semana. Cada dia da semana e cada fase lunar possui uma energia diferente. Recomendo que faça essa visualização numa segunda-feira, numa Lua Cheia ou Nova.

Ah, já ia esquecendo, se os gatos (mesmo os de rua) começarem a se sentirem atraídos por você, é mais um sinal de que conquistou a confiança dos Bakenekos. Portanto, não maltrate estes bichanos, pois, os bakenekos podem se zangar, e aí já viu, né? Não vai querer um deles te assombrando, eu imagino.







Altar para os Bakenekos

 
Maneki-Neko

 

*Por Daniele Claudino e Lily Melville.
http://docencantodefada.blogspot.com.br/




        *Nota da Nielee:
      Meu altar para os Bakenekos é bem simples, forrado com uma toalha vermelha e imagens de maneki-Nekos. Só. Não deixei muito fru-fru porque meu bakeneko “guardião” (se é que posso chamá-lo assim), apesar de fofinho, é do tipo sério, que gosta de coisas simples e discretas. Não vou aborrecê-lo, decorando o altar dele com coisinhas fofas demais da conta, mas vou sim, acrescentar outros objetos posteriormente, até porque é o único altar que mantenho, os outros, eu precisei desfazer por falta de espaço.


          Quer construir um altar também para esses seres adoráveis? Ok. Vou te dar algumas dicas. Lembrando que, é o SEU altar e você pode decorá-lo como quiser, claro, sem exagerar e se baseando no que você acha que agradaria o bakeneko ou o gato (nunca ignore o lado animal dele, nem o lado “humano”, pense sempre nele como um ser que, ao mesmo tempo é um gato e um elemental, ok? É difícil, mas você se acostuma).

        A superfície:



   Seria legal que você escolhesse um pedestal, mas se não for possível, serve uma mesinha ou mesmo um cantinho na sua estante (cada um se vira como pode) ou etc. Forre a superfície com uma toalha simples, ausente de detalhes ou estampas, na cor branco, amarelo, laranja ou vermelho. Pode fazer o altar voltado para o Sul ou para o Oeste (como estes são elementais tanto da Água quanto do Fogo, você decide).


O que colocar no altar:


Imagens de gatos comuns ou os populares Maneki-Nekos (aqueles gatos japoneses que trazem sorte e amor) são bem vindos. Pode colocar um incensário e um castiçal (para não fazer muita bagunça quando acender incensos e velas) e uma tigela pequena (daquelas usadas por filhotes) ou um copo ou taça de vidro para depositar leite ou água (melhor uma tigela, pois, nem de longe, eu imagino um gato tomando leite num copo rsrsr).


Oferendas:



 Um pouquinho complicada essa parte. Eu sempre sofro quando penso no que dar um bakeneko. Elementais amam doces, mas gatos não, então... Difícil. Prefiro dar leite, água, mel, balas (duras) de mel, rosquinhas (sabe aquelas mini rosquinhas que vendem como bolachas? Essa mesma.). Em último caso, tem biscoito de gato e sardinha (bakenekos amam sardinhas, no Japão, sempre que uma lamparina apagava, suspeitavam que fora obra de um bakeneko guloso porque usavam óleo de peixe na lamparina), mas fica um pouco estranho colocar sardinha em seu altar, até, por causa do forte cheiro. Melhor só o leite e as rosquinhas mesmo. :p

Nota da Lily:
Bem, existem outras opções para você montar o seu altar. Isso é só uma base para você se inspirar e criar algo por si mesmo. É que eu tenho seis gatos e sou fanática por esses bichanos, daí eu me empolgar bastante quando o assunto é bakenekos.©



     Muito obrigada por ter me ajudado a fazer este post, Lily. <3 Te adoro, amiga.
Read More....

Copyright © 2012 My Kitsune | Another Theme | Designed by Johanes DJ