segunda-feira, 13 de junho de 2016


          A pedido de uma leitora, hoje, trago a vocês esse post, ensinando como se comportar na presença de uma Kitsune. É normal que durante um primeiro encontro com um Elemental fiquemos nervosos e com medo de fazermos qualquer coisa que os aborreça. Eu não sei muito sobre Elementais Do Fogo, mas vou pegando um pouquinho aqui e outro pouquinho ali e juntando tudo até dar um post.
                  Kitsunes são bem cismadas com humanos, não é que elas não gostem de nós, elas gostam... Mas gostar é uma coisa e confiar é outra, né?
Prepare o local onde for “receber” a kitsune. Limpe e arrume tudo. Elementais gostam de ser bem recebidos. Acenda uma vela e/ou um incenso de maçã verde, mirra, ou sândalo. Se tiver imagens de raposas (pode ser miniaturas em bibelôs ou mesmo imagens imprimidas que você pode colar na parede) deixe-as a vista, a intenção é mostrar que você gosta de raposas. Relaxe. Pense somente no aspecto positivo da raposa ou kitsune. Manter pensamentos positivos é essencial porque é essa energia que atrairá uma kitsune, portanto, nada de pensar bobagens. Se sua mente não colaborar muito, tente se concentrar num vídeo com uma raposa (tem alguns bem fofinhos no You tube). É normal que a gente sinta medo do que não conheça. Então, conheça a raposa... O lado bom da raposa. As Kitsunes estão ligadas ao elemento Ar também porque dominam a imaginação, a ilusão, a visualização, o pensamento e os sonhos. Elas são capazes de criar ilusões fantásticas, por isso, não se assuste se uma aparecer na sua frente ou vir qualquer outra coisa que não estava ali antes. Como os Bakenekos, elas podem tomar a forma de objetos inanimados para brincar com nossas mentes. A raposa é muito brincalhona. Não se mostre com medo na presença de nenhuma ou ela pode divertir-se assustando você. Ela não vai te ferir, mas é provável que você saia correndo como uma mulherzinha ou... Solte os cachorros como o senhor Burns. Haha. Por falar em cachorros, não se esqueça de afastá-los do local onde estiver contatando a kitsune. Elas não gostam de cães e até os latidos destes as perturbam. Por isso, se seu cãozinho for escandaloso, coloque uma música pra abafar um pouco o som, senão paciência.
           Seja sempre sério e direto com uma kitsune. Nada de enrolações. Se quiser pedir algo, peça... Com jeitinho, mas peça. Jamais exija nada, Kitsunes detestam ordens. Também evite piadinhas sem graça, você não vai querer ver uma kitsune zangada...
              Se uma kitsune aceitar ser sua guardiã, talvez você a veja ou sinta com certa frequência. Dê atenção a ela sempre que puder (pode conversar com ela mentalmente ou pelo menos dizer um “oi”), quanto mais você estreitar os laços entre vocês, mais ela fará por você. Mas você deve fazer algo por ela também. Sempre que possível, acenda uma vela (eu opto sempre por essas cores, branca, amarela, laranjada e vermelha, embora a laranjada seja a minha preferida) ou um incenso ou elabore um ritual que se conecte com ela. Visualização e meditação devem funcionar bem.
            Nunca minta pra um kitsune porque ela, melhor que ninguém reconhece um mentiroso. Apesar de a raposa ser um animal dito como pouco confiável, traiçoeiro e trapaceiro, ela pode ser uma amiga leal, companheira e super protetora. Quando se apega a alguém é pra valer. A Kitsune deve ser invocada por pessoas que busquem autoconfiança, espírito de liderança e segurança. É um ser ágil, desconfiado, malicioso e cheio de artimanhas. ©

Read More....

Copyright © 2012 My Kitsune | Another Theme | Designed by Johanes DJ